CASA E ENERGIA

POR UMA ARQUITECTURA ECOLÓGICA E SUSTENTÁVEL


« Home

A arquitectura solar Romana

Os Romanos viam grandes benefícios em utilizar uma arquitectura solar passiva nos seus edifícios. Influenciados pelos gregos, utilizaram as capacidades do Sol para iluminar e aquecer os compartimentos, poupando as reservas de madeira, que muitas vezes escasseavam. Já antes Sócrates notara e escrevera: "Nas casas voltadas para sul, no Inverno, o sol penetra no pórtico". Seguindo esta ideia, os Romanos cobriram as aberturas a sul com vidro e mica para manter o calor do sol de Inverno. O Sol sempre foi de grande utilidade na sua civilização. Foram eles que dividiram o dia, desde que o Sol nasce até se pôr, em 12 partes e criaram o termo "hora". Aproveitaram depois a divisão texagestimal dos Babilónios e dividiram cada hora em 60 "minutae primae", criando o minuto. Voltaram a dividir o minuto por 60 e criaram o "minutae secundae", ou segundo. Claro que estas unidades temporais variavam, esticando ou encolhendo, conforme era Verão ou Inverno, pois o período de luz solar não era constante o ano todo.

O relógio solar Romano

As cidades Gregas e Romanas

Os Gregos cedo perceberam a necessidade de aproveitar o Sol de Inverno para aquecer as suas casas, poupando assim nos recursos de madeira que escasseavam em redor das cidades. Desse modo, desenvolveram um urbanismo eficaz, criando um sistema ortogonal orientado nos eixos Nascente-Poente e Norte-Sul, como se pode verificar no traçado da cidade Grega de Priena:



Aproveitando os ensinamentos dos Gregos, os Romanos desenvolveram um urbanismo assente em dois eixos principais que estruturavam todo o traçado urbano: a Norte-Sul, o Cardo Maximus, e a Nascente-Poente, o Decumanus Maximus:


Como se pode observar na estrutura da cidade de
Emerita Augusta, hoje Mérida:




A casa Romana




1 Atrium
2 Peristylium
3 Vestibulum
4 Fauces
5 Impluvium
6 Ala
7 Triclinium
8 Tablinum
9 Exhedra/Oecus
10 Taberna
11 Cubiculum
12 Andron
13 Posticum
14 Sanitário
15 Culina



Esquema distributivo e Maquete de uma casa Romana (Museo della Civilta, Roma).




Axonometria de uma casa Romana




Planta e Secção de uma casa Romana

Aqui pode efectuar um passeio virtual numa casa Romana (é necessário instalar plugins).

Como se pode verificar nos exemplos destas duas casas, os Romanos praticavam uma arquitectura inteligente, potenciando os factores da Natureza. As casas fechavam-se para os arruamentos, por questões de privacidade e ruído, e as poucas janelas que existiam voltavam-se para Sul, no piso superior. Os compartimentos e os corredores desenvolviam-se em torno de dois pátios, um interior, o Atrium, que continha um espelho de água, o Impluvium, iluminado e ventilado pelo Compluvium, e outro exterior, que continha o jardim - o Peristylium. Em ambos os pátios, as águas pluviais eram recolhidas pelas coberturas e direccionadas para o lago do Atrium, a cisterna e os jardins e fontes. A disposição dos espaços leva a crer que as casas possuíam duas utilizações distintas ao longo do ano. O Inverno era vivido no pátio interior, com o Sol a penetrar pelo Compluvium, e o Verão aproveitando a sombra fresca da galeria do Peristylium.



Esquema dos princípios utilizados pelos Romanos.O Sol de Inverno e Verão é doseado por janelas e sombreadores devidamente dimensionados. A fachada (4), era revestida com uma trepadeira de folha caduca, para regular sazonalmente a radiação no edifício. O jardim possuía abundante vegetação, impedindo grandes amplitudes térmicas, e um pequeno lago com repuxo para cuidar, nos dias quentes, da necessária refrigeração, por evaporação.

As casas construídas nos climas mais rígidos, no norte de Itália e Europa central, eram dotadas de um sistema de aquecimento com ar quente a circular debaixo do piso e nas paredes, como também acontecia nos edifícios que albergavam as termas.





Este post vai sendo actualizado

Etiquetas:

2 Responses to “A arquitectura solar Romana”

  1. # Blogger Simone

    estas figuras estão MUITO MASSA, vc poderia me enviar algumas?! estou fazendo trabalho de arquitetura
    emaildasi@gmail.com

    MUITO OBRIGADA
    SIMONE, FLORIANÓPOLIS/SC  

  2. # Blogger Marcos Falcão Goes Barros

    eu amei tudo que vi....!!!!quero saber e ver mais projetos  

Enviar um comentário



© 2008 CASA E ENERGIA | Blogger Templates by GeckoandFly.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.